Projeto de Motocicleta Urbana [TCC – graduação: 2012.2]

Outra novidade dos nossos “Estudos em Duas Rodas” é a oferta de três temas para o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) para os estudantes do Curso de Graduação em Engenharia Mecânica da UFPE, envolvendo o projeto de motos, perícia de acidentes e controle da poluição. Esses temas foram pensados para que o estudante pratique o que aprendeu no curso, monte a sua empresa logo que se formar, ajude a resolver problemas que afligem a sociedade e, caso queira, comece imediatamente o mestrado. Vamos aos temas:

Tema 1 – Projeto de Moto Urbana. Esse é o tema principal. São duas vagas, sendo as duas co-orientadas por mim e pelo Ramiro. A ideia desse tema nasceu de algumas constatações: 1) as fábricas japonesas têm monopólio do mercado brasileiro, 2) todas as motos de baixo custo vendidas no Brasil têm praticamente a mesma especificação e 3) as motos vendidas no Brasil não foram projetadas para as nossas preferências. Em outras palavras, há espaço para a fabricação nacional, há espaço para motos para uso específico e há espaço para motos feitas para o nosso gosto. A estrutura do trabalho seria mais ou menos assim:

  1. Definição da moto. Para que a moto vai ser usada? Levar crianças na escola, transporte de documentos, entrega de comida, táxi, transporte de carga, commuting? A resposta para essas perguntas diz se a moto vai precisar de garupa, de alta capacidade de carga, de agilidade, e assim por diante.
  2. Dimensionamento. Definida a moto, já dá para estimar peso, potência, tamanho, velocidade máxima, aceleração e ciclística.
  3. Componentes. Escolha de componentes disponíveis no mercado e projeto de componentes específicos.
  4. Definição de um planejamento para a fabricação e montagem.
  5. Estimativa de custos.
  6. Levantamento do mercado e plano de negócios.
  7. Estudo da legislação para a homologação da moto e para a criação da empresa.

Tema 2 – Desenvolvimento de um Procedimento para a Perícia de Acidentes de Moto. No mundo todo, existem certas deficiências na perícia de acidentes de moto. Faltam tempo, treinamento e equipamentos. Além disso, falta um procedimento padrão que seja completo, para ser usado da mesma forma em todos lugares. O principal problema, no entanto, é que os peritos e os agentes de trânsito reproduzem o preconceito que a sociedade tem sobre os acidentes: os motoqueiros são sempre os culpados. Essas deficiências dificultam o pagamento dos prejuízos e causam distorções nos estudos sobre as reais causas de acidentes envolvendo motos. Este tema de TCC tenta contribuir para a solução desses problemas, ao propor um procedimento padrão completo para a perícia de acidentes de moto. Esse segundo tema, assim como o terceiro, não tem a co-orientação do Ramiro. A estrutura seria parecida com:

  1. Estudo da metodologia existente para a perícia de acidentes.
  2. Levantamento dos procedimentos usados no Brasil.
  3. Levantamento de procedimentos usados no mundo.
  4. Levantamento de procedimentos usados em trabalhos científicos.
  5. Análise comparativa crítica entre os procedimentos brasileiros, mundiais e científicos, levando em conta os custos, equipamentos, treinamento de pessoal e tempo para a perícia.
  6. Proposição de um procedimento de qualidade factível no Brasil (cerca de 50% do TCC).

Tema 3 – Desenvolvimento de um Procedimento para a Medição de Poluentes de Motocicletas. A legislação brasileira ordena que os estados façam a vistoria das motos em relação à emissão de poluentes. No entanto, vários estados não implementaram os seus procedimentos. Além disso, mesmo os estados que implementaram ainda têm o que melhorar. Este tema de TCC visa analisar o que já vem sendo feito e propor um procedimento de qualidade. A estrutura, muito parecida com a do tema anterior, seria a que segue:

  1. Estudo da metodologia existente para a vistoria de veículos.
  2. Levantamento dos procedimentos usados no Brasil.
  3. Levantamento de procedimentos usados no mundo.
  4. Levantamento de procedimentos usados em trabalhos científicos.
  5. Análise comparativa crítica entre os procedimentos brasileiros, mundiais e científicos, levando em conta os custos, equipamentos, treinamento de pessoal e tempo para a vistoria.
  6. Proposição de um procedimento de qualidade factível no Brasil (cerca de 50% do TCC).

Resultados. Os três temas propostos visam:

  1. Dar a oportunidade para os estudantes praticarem boa parte do conhecimento aprendido no curso: motores, elementos de máquinas, fabricação, produção, desenho de máquinas etc.
  2. Oferecer as bases para que o estudante monte sua própria empresa, podendo ser uma pequena fábrica, um escritório para perícia de acidentes ou um laboratório homologado para a vistoria. São vendidas praticamente 2 milhões de motos por ano no Brasil, gerando um faturamento de R$ 12 bilhões. Outro ramo possível são as bicicletas, que vendem 5 milhões por ano, com faturamento de R$ 1,5 bilhões. Há espaço para todos nesse mercado de duas rodas;
  3. Ajudar na solução de alguns problemas que afligem a sociedade: motos caras que não respondem às necessidades específicas, monopólio de fábricas japonesas, grande número de acidentes e a poluição causada pelas motos; e
  4. Preparar o estudante para emendar o curso de graduação com o mestrado. Esse passo é natural, pois o estudante já terá estudado um problema relevante, terá feito uma boa revisão bibliográfica e terá desenvolvido um trabalho de ótimo nível de engenharia. Com um pouco mais de trabalho, a continuação certamente resultará em uma ótima dissertação de mestrado.

Divulgação. Peço que ajudem a divulgar esses temas entre os estudantes. Tanto entre os que já estão terminando quanto com os que estão entrando agora, pois pretendemos oferecer essas temas durante vários anos. Por isso, quem já quiser ir se preparando, pode começar. Qualquer dúvida, entrem em contato. Conto com a participação de todos.